terça-feira, 27 de dezembro de 2011

DIÁRIO DE CINEMA: Gigolô Europeu por Acidente

Eu nem queria falar sobre esse filme, mas como estava no meu diário e eu assisti, né...
Dirigido por Mike Bigelow (?).
O enredo é horrível, preconceituoso e banal. Comédia do tipo idiota de Rob Schneider. Pelo menos a imagem é boa.
NOTA: 4,0

DEVANEIANDO: a respeito de Metas

Hoje ouvi muito sobre metas, alvos e conquistas durante esse ano de 2011 e quais serão as de 2012. Eu sei que isso é chato e repetitivo falar sobre isso em finais de ano, mas acho que é importante tentar levar esperança em relação a vida ao coração alheio, né?
Tem muita gente que se acha super cool porque vai passar a virada do ano como se fosse um dia qualquer, só pelo prazer de ser do contra. Porque todo mundo vai estar super animado e tal... Mas obviamente, a não ser que você não tenha expectativa alguma na vida a não ser passar o resto da vida num quarto com um computador, você tem sim sonhos para esse 2012. Eu espero mudar em muitos aspectos em relação a meu ânimo sobre as coisas. Sobre muitas coisas...
Espere ser melhor nesse novo ano, pelo menos em algum ponto. Experimente crescer em maturidade e lembrar-se que você não é a única pessoa no planeta ou que as coisas giram em torno de você, ou em torno da pessoa que você diz que tanto ama.
E espere ter pelo menos uma vitória para contar no final de 2012, nem que seja que ultrapassou tal nível no jogo de playstation.

DIÁRIO DE CINEMA: 2012

Do mesmo diretor de ''O Dia Depois de Amanhã'' e vários outros apocalípticos.

Na verdade eu não assisti o filme direito pois o DVD da minha prima era piratinha. É, o filme é uma porcaria, os efeitos especiais são medíocres. A história, o roteiro é medíocre. Os momentos de suspense são horríveis. E o final é previsível, que horror!

Sinopse do Wikipédia: O filme faz referências aos Maias e ao Calendário de Contagem Longa e ao fenômeno 2012 em um retrato de eventos cataclísmicos que se desenrola no ano de 2012. Na trama, devido a bombardeamentos de erupções solares, o núcleo da Terra começa a aquecer a um ritmo sem precedentes, provocando o deslocamento da crosta terrestre. Isso resulta em vários tipos de cenários apocalípticos, que vão desde a Califórnia caindo no Oceano Pacífico, a erupção do supervulcão de Yellowstone, grandes terremotos e vários megatsunamis ao longo de cada costa na Terra, mergulhando o mundo em caos. A película centra-se em torno de um elenco de personagens e em como eles escaparem das catástrofes múltiplas em um esforço para atingir alguns navios construídos no Himalaia, junto com cientistas e governos do mundo todo que estão tentando salvar tantas vidas quanto podem antes das catástrofes decorrentes.Críticas do filme têm sido mistas, com os críticos apontando a impossibilidade da ocorrência dos cenários apocalípticos retratados no filme. O filme lançou uma campanha de marketing viral muito criticada pela criação da organização fictícia Institute for Human Continuity, de um livro fictício escrito pela personagem Jackson Curtis intitulado "Adeus Atlântida" e por streaming media, atualizações do blog e transmissões de rádio do personagem fanático apocalíptico Charlie Frost, no seu site "This Is The End". A NASA considerou o filme um dos mais absurdos de sempre.

NOTA: 5,5

DEVANEIANDO: a Internet Controla Você

Eu estava aqui numa boa ainda agora rindo pra valer de algumas charges, se assim se pode dizer, dos ''memes'' no Facebook, quando minha mãe veio e falou: ''Isso está controlando você. Você se deixa dominar, dá nisso. Você era quem devia domina-lo'', se referindo ao computador ou a internet. Fiquei sinceramente sem graça e com concordei com ela. É difícil minha mãe me deixar sem graça. Quando a gente cresce parece que a autoridade dos pais vão perdendo a força, né? Você abre os olhos, ''come a maçã'' e começa a duvidar do que eles dizem. Entretanto eles permanecem como orientação em momentos de precisar chegar em um endereço e etc. Enfim.

Mas essa é a grande verdade: a internet está dominando as pessoas. Boa parte desses ''memes'' do Facebook é a expressão de alguém que acha que é bem melhor ficar em frente à uma tela de computador do que sair. São piadas que são ao mesmo tempo, formas de aceitação. Vem de pessoas imaturas. Engraçadas, mas imaturas.

Confesso que desde um pouco antes do natal fiquei mais de 5 horas na internet, todos os dias. Aqui eu escrevi um devaneiando contando que havia ficado o dia todo assistindo A Feia Mas Bela no You Tube, e realmente, naquele dia, fazendo as contas, fiquei mais de 8 horas em frente ao computador, assistindo capítulos alternados. Eu até havia me esqueci de comer. O que eu to falando não é nada, tenho certeza que existe gente que fica muito mais tempo que eu assistindo episódios do Glee, Sobrenatural, Hannah Montana e etc.

Sabe algo que acho inconcebível? Crianças e pré-adolescentes nessa rotina. Não, para mim é um pensamento insuportável, dá vontade de ser mãe desses e arrancá-los da frente do computador. Meninas de 12 anos abrindo comunidade no Orkut para insultar uma outra menina da mesma idade, se sentindo a Cruela Devil, ou a Nazaré Tedesco. Dá vontade de rir na cara dela.

Acho que o que toda pessoa que compreende que o melhor da vida não está em uma rede social deveria fazer é estabelecer um horário e um limite para navegar na internet. Sei que as vezes fica interessante demais. De repente vem uma atualização nova, um novo albúm com fotos de um evento que nem te chamaram...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

DIÁRIO DE CINEMA: Memórias de Uma Gueixa

Ganhador do Oscar!

Dirigido por Rob Marshall. Romance-drama muito bom, emocionante. Delicado-flor.

Sinopse do Wikipédia: O filme começa nos anos que antecedem à Segunda Guerra Mundial, quando uma criança japonesa chamada Chiyo é vendida pelo seu pai, pescador de uma vila de pescadores, para uma casa de gueixas. Ela ficaria destinada durante os primeiros anos às tarefas domésticas, conforme ditava a tradição. Cresce na dúvida e na esperança de encontrar a família, sem compreender o sentido da vida que agora levava, até que, por obra do destino, conhece acidentalmente um dos homens mais poderosos do Japão, por quem se apaixona imediatamente e, para lhe conseguir chegar, reconsidera o rumo da sua vida para se tornar uma gueixa de sucesso. Chiyo, que passaria a ser conhecida por Sayuri — o seu nome de gueixa — recebe a sua formação de uma das mais conceituadas gueixas do Japão, Mameha, rival de uma outra que vive na sua casa (okyia) e que, desde a sua chegada, lhe tem dificultado a vida.

NOTA: 8,0

FALANDO DE TV: para fans de La Fea Mas Bella

Eu sofri que só para achar certas partes de A Feia Mais Bela no You Tube. Acho que toda a novela está disponivel lá, tanto pela data original de exibição (no México) como por número (capitulo 100, capitulo 101, etc). Mas eu vou facilitar para quem ler este post.

No You Tube os cortes dos capítulos variam de canal para canal, portanto o escolhido para ser listado foi o Telinha Online (não é merchan, rs).


Capítulo 1: vale a pena assistir, dá vontade de assistir toda a novela.
Capítulo 58: Osmar dá a ideia à Fernando de ele conquistar a Lety.
Capítulo 61 : o primeiro beijo de Lety e seu Fernando. 
Capítulo 64: o segundo beijo.
Capítulo 130: Lety descobre toda a farsa de seu Fernando planejada com Osmar, encontrando uma carta.
Capítulo 165 e 166: Confusão na reunião do conselho. Fernando descobre que Lety sabe de toda a armação dele com Osmar para enganá-la. Lety pedi demissão da Conceitos.
Capítulo 253: Lety se veste pela primeira vez de Aurora e Osmar se apaixona

*Hoje, 07/12/2015, essa lista foi CORRIGIDA devido aos pedidos. Rs

domingo, 25 de dezembro de 2011

DEVANEIANDO: a respeito do ''Feliz Natal''

Acho que esse natal foi o primeiro, desde que me conheço por gente, em que passei como se fosse um dia normal, como um feriado qualquer. Particularmente eu não gosto de feriados, porque as lojas e estabelecimentos em geral ficam com motivos para estarem fechados.

Há algo especial no natal (com excessão de para quem vai para ''raves'' nesse data) que aproxima as pessoas dos familiares. Há um tempo atrás na minha vida, era no natal que eu revia meus parentes. Entretanto, acho isso está se perdendo aos poucos. O ser humano anda cada ano menos interessado na vida real, e isso explica o grande sucesso de redes socias como o Facebook. As pessoas estão se tornando aos poucos cada vez mais ''independentes'' de contato social e isso vai se passando às gerações. A que agora tem entre 9-13 anos já tem perfil em todas as redes sociais e, com o tempo ocioso e sem responsabilidades já que nem por eles mesmos por eles respondem, se encontram livres para navegar o dia todo. A internet é uma terra aparentemente sem lei. Pessoas de qualquer idade podem acessar pornografia, cenas de violência, terror e ''cultura'' de quem usa drogas, tudo gratuito, livre.

Sabe, uma coisa que acho bastante contraditória é essa expressão muito comum, ''feliz natal''. O que significa isso?? Que eu seja feliz nessa data, 25 de dezembro? Por que??

25 de dezembro é um feriado chamado natal, em que se comemora o nascimento de Jesus Cristo.

Então, ''feliz natal'' significa que eu seja feliz nessa data por causa do homem que é representado nela?

Ok. Então eu devo ser feliz porque esse homem é alguém que veio fazer o bem, certo? Devo ser feliz por causa do nascimento de Jesus. Ok.

Então por que os ateus desejam ''feliz natal''?

Então por que há tantas festas nessa data com valores totalmente opostos ao que esse homem pregou, e que desejam ''feliz natal''?

Por que essa data é data de bebedeiras, de farra, que se faz supostamente em comemoração, tipo, ''vamos curtir que hoje é natal'', se é contrario à tudo que esse homem ensinou? Isso não é uma contradição, ou uma hipocrísia? (eu gostaria de dizer antes que pensem, eu não sou testemunha de Jeová)

O maior símbolo do natal é, sem sombra de dúvida, o Papai Noel. Que em resumo não significa nada a não ser presentes. Não tem história, não tem passado, não tem futuro, não tem família. É só consumo. Sequer tem personalidade, a não ser de que é um ''bom velhinho''. Mas, sua imagem é exaustivamente usada no período natalino.

Então por que, feliz NATAL?

sábado, 24 de dezembro de 2011

DIÁRIO DE CINEMA: Casamento Grego

Nossa, quem gosta desse filme? :) Sessão da Tarde!

Dirigido por Joel Zwick e produzido por Ton Hanks.

Comédia quase grega, mas ainda americana. Outra coisa: é grega (não me olha torto, eu escrevi assim no meu diário, não lembro porquê). Gostei do filme mas é um tanto fraco. Dos anos 90. O começo repete a de vários outros filmes, em relação a história.

NOTA: 6,0

FALANDO DE TV: A Feia Mais Bela

Nooossa, hoje fiquei o dia todo, desde que acordei, assistindo os vídeos de ''A Feia Mais Bela''. É sério, só há poucos minutos larguei o You Tube. E um dos motivos foi porque a velocidade da internet não tava muito boa, mas enfim, hoje, foi só relembrar Lety e Seu Fernando.

Se você for procurar na internet, a maioria dos vídeos com os capitulos e ''tributozinhos'' são em espanhol, mas mesmo assim dá para entender bem. Eles têm umas vozes bonitas...


Essa novela foi exibida no Brasil pelo SBT em 2008 se não me engano, algum tempo depois que acabou Rebelde. Me lembro que um dos primeiros episódios em que Lety entra na empresa ''Conceitos'', rola um merchan do cd do RBD, o fracassado ''Celestial''. Me lembro da chamada de estréia dessa novela. Hoje foi um dia nostálgico. Não me lembrei de acontecimentos da minha vida em 2008, mas da própria novela, como escrevi acima.

Havia uma sintonia impressionante entre Jaime Camil (seu Fernando) e Angélica Vale (lety). Álias, os dois cantam! Admiro muito pessoas que sabem cantar. A novela era muito engraçada e emocionante em relação à Lety. O que eu me pergunto é se na vida real existiria um homem fazendo tão cara de ''cão arrependido'' como o seu Fernando faz, quando a Lety volta para a Conceitos. kkk

Naquele ano em que passava La Fea Mas Bella, anotei uma frase que a Alice Ferreira (a secretária bonitona da presidência) disse para a Márcia (a noiva do Seu Fernando): ''Esse é o presente de um futuro bem passado'' (quando a Márcia falava sobre a enrolação do seu Fernando para casar). E por causa disso nunca esqueci, sempre me perguntando se era correta e que significado mais teria.
Assisti hoje as partes que julgo as mais importantes da novela:

  • a primeira e a segunda noite de Lety e Fernando,
  • quando Lety lê a carta que Osmar escreveu com as intruções à Fernando Mendiola de como seduzi-la,
  • o primeiro beijo,
  • quando Fernando encontra e lê o diário dela (o melhor!),
  • quando ele descobre que a Aurora é a Lety (o 2° melhor!)
  • quando a Lety volta para a Conceitos depois de Acapulco e etc.


Também há muitos vídeos tributo, com músicas em espanhol. A que eu achei mais engraçado foi a ''todos me miran'', que é sobre a Aurora. A poderosa!!

Clique aqui para ver outra postagem nesse blog a respeito da novela.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

DIÁRIO DE CINEMA: Kill Bill volume 2

Filme de 2004. Dirigido por Quentin Tarantino.

Com um ''Q'' de antigo e pegadas espertas, esse filme já virou um clássico! Contado como um livro, tem uma ótima trilha sonora. Um dos poucos filmes de ação que gosto.

NOTA: 8,0

LIVRO DA VEZ: O Vendedor de Sonhos e a Revolução dos Anônimos

Escrito pelo brasileiro Augusto Cury. Editora: Fontanar.

Obra muito repetitiva, sem clímax ou complicação. Não é uma história em linha reta, mas cheia de altos e baixos. Porém, o livro não tem um objetivo (falando em literatura), ou preparação para algo que vai acontecer. Ao meu ver, o autor o escreveu no entusiasmo de que o primeiro fora um sucesso. Tenta ser engraçado, mas os acontecimentos são bem bobos.

O que faz valer o preço da capa são os discursos do mestre, do Vendedor de Sonhos. Talvez Augusto Cury não tenha expressado bem sua comédia.

Mas deve haver quem goste.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

DIÁRIO DE CINEMA: Tarzan e Jane

Filme de 2002.

Animação reunindo três aventuras de Tarzan e Jane na selva. Feito com aquele modo que tenho saudade, diferente dos 3D. É a continuação de um grande sucesso. Produzido por Disney Pictures.

NOTA: 6,5

DEVANEIANDO: a respeito da preguiça e do descaso

Pois é, aqui estou.
Bom, para escrever essa postagem procurei no Google uma imagem referente a palavra ''pois é'' e o que apareceu foi essa figura acima, o que me lembrou de um costume que adotei ou que intensifiquei durante todo esse ano de 2011.
A preguiça. Ou o simples descaso, que nesse caso é referente à própria vida. Mas claro, como somos seres que vivem em sociedade, tudo o que fazemos afeta os outros, mesmos quando não saímos de casa (pois elas não te encontrarão e não terão suas vidas interferidas de alguma maneira pela sua passagem na frente delas ou por elas). Enfim, tudo o que se faz afeta os outros, até uma simples decisão de não ir para o trabalho, para casa, ou para qualquer lugar para o qual você tenha que ir. Esse ano de 2011 eu não me importei com nada, ou quase nada, e deixei de interferir na vida de muita gente, e isso vai ficar marcado em mim por muito tempo. Ou não, pelo jeito que bloqueio as lembranças ruins... Mas enfim, o caso é que fiquei um ano todo buscando... uma utopia! Aliás esse é um excelente tema, mas não é o de hoje.

Você dorme tarde para ficar na internet pensando que vai poder levantar da cama tão disposto quanto está na frente do computador. As horas se passam até que as costas começam a doer (porque você não se senta direito quando no PC) e o corpo começa a clamar para que a mente, enganada com a super luminosidade da tela, vá finalmente dormir. No dia seguinte você precisa acordar cedo, mas de 5 min em 5 min você ''soneca'' e quando se levanta... a nau já está longe demais, já está tarde. Chega atrasado para tudo, e tem um péssimo desempenho no que faz.
Bom, assim foi meu 2011.
O que motiva isso é a falta do sentimento de compromisso e até de responsabilidade. E à seu tempo esses itens acabam afetando a vida de outro alguém, como a decepção de alguém ao te ver cair. Amigos (poucos) me procuravam para me perguntar o porquê disso, o que que estava acontecendo, porque eu parecia largar tudo. Eu respondia negando tudo e muitas vezes me irritando, me perguntando de ''o que que tu quer com a minha vida já?'', negando que tava largando tudo e que não me importava. Mas eu estava mentido inconscientemente, eu estava largando e não me importando.
Mas é claro, Deus sempre me ajuda, tendo misericórdia de mim. Me enviou um anjo para me incentivar e para me salvar de jogar tudo pro alto, como eu tava louca para fazer.

Eu vejo e percebo que tem muita gente que senta numa cadeira e fica vendo a vida passar. Sinceramente, é o que estou fazendo agora, mas talvez daqui possa vir a ajuda, certo? Têm muito jovem que simplesmente dorme e come, entra na internet e ri do engraçado, e que enterrou ou adiou muitos, senão, todos os sonhos. Como num estado de ''pause'' ou ''hibernar'' e ''suspender''.
Que está confortável onde está porque não dói.

Será que acordo para a vida? Ou vou continuar sonhando?
O sonho talvez nunca mude, mas a textura da minha pele, a força dos meus olhos, de minhas pernas, enfim, tudo isso vai embora com o passar do sol sobre minha cabeça, se vai com cada expirar que gasto.

Palavra de ordem: motivação.
(como se eu fosse realmente me importar com esse tópico acima).

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Desocupados Mas Plugados

Olá! Ontem a rede me enganou não exibindo toda a janela de ''nova postagem'' mas hoje estou aqui, para contar novidades! O blog voltou! Agora com novo endereço, o Desocupados Mas Plugados voltará em novo estilo, porém com quase os mesmos tópicos:


Diário de Cinema, realmente um diário de filmes que realmente assisti . Provavelmente não vou colocar a data em que assisti cada um, porque o filme não muda com o tempo (dã).


Devaneiando, uma reflexão acerca da vida privada, a respeito do coração, e raramente sobre temas cotidianos.


Livro da Vez, outro diário, só que de livros, que realmente li. No ano de 2010 tive a oportunidade (e o tempo) de ler 16 livros, o que renderá bastante aqui para o blog. As críticas escrevi após lê-los, assim como aconteceu com os filmes. Portanto as críticas são sinceras, não de algo que vi/li há muito tempo.


E etc, que agora esqueci. Os posts serão diários, de segunda à segunda, o que é bom, não é?


O blog se chama assim porque é feio estar desocupado, então é melhor ser pelo menos informado, interado de cinema e livros, né? E também estar ocupado não é motivo para não saber das coisas.